segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Londres de ônibus!

Não vou mentir: minha adaptação ao meu novo país não tem sido fácil. Nada de grave, simplesmente mudanças tão grandes podem levar um tempo para se habituar. Volta e meia esqueço que não estou no Brasil, que aqui sou estrangeira e que nem sempre consigo entender ou me fazer entender aos franceses.

Aí me surgiu essa vontade enorme e inexplicável de conhecer a Inglaterra e fugir por um fim de semana para Londres. Depois acabei percebendo que é provavelmente por conta da minha dificuldade com o francês: eu tinha vontade de fugir um pouco e ir para um lugar onde eu pudesse me sentir mais à vontade com a língua. 

Londres fica super perto de Lille: de trem, em 1h20 se chega lá. O problema é que eu esqueci que eu sou uma estudante desempregada e pobre, e os trens para Londres custam muito caro. Fica 100 euros por pessoa só a ida, o que faria as passagens de ida e volta pra nós dois 400 euros! Haja budget para isso...

E aí decidimos ir de ônibus, com um preço muito mais modesto de 39 euros que compensa uma viagem de quase 6 horas.

Mas gente, a distância de Londres e Lille é 250 quilômetros... por que 6 horas de viagem?!

E aí descobrimos que a viagem à Inglaterra da França é cheia de melindres:

  • Primeiro, tem o controle aduaneiro francês, que nos fez sair com todas as nossas malas para verificar o que estamos levando embora do país (hein? A alfândega não é para verificar o que entra no país? Esses franceses são meio doidos...).
  •  Segundo, tem a imigração inglesa. Eles são bem chatinhos com isso, fizeram todo mundo sair, dizer por que está vindo no país, quanto tempo vai ficar... e, como eu não sou europeia, me fizeram preencher um formulário e carimbaram meu passaporte.
    (Às vezes eu esqueço que na Europa não é um único país, e que eles podem ser tão chatos e rigorosos quanto quiserem para nos deixar entrar em um outro país. Quanto fomos à Bélgica, não teve controle nenhum)
  • Terceiro, a gente tem que pegar um trem subterrâneo para passar o Canal da Mancha. Aí tem o problema de a imigração/aduaneira levar mais tempo que o esperado, eventualmente perder o trem e ter que esperar o próximo. (Na volta, fizemos uma "pausa" de 50 minutos para esperar o próximo trem!) 
Eurotunnel
A gente pega o trem de ônibus: ele entra no trem e a gente passa 45 minutos de viagem lá, atravessando o mar por baixo da terra. Até que é divertido.

Explorando o trem de dentro
O engraçado é que, por conta de todas essas paradas e descidas do ônibus, a viagem parece até que curta. Isso sem contar que o ônibus francês por dentro parece mais com um avião do que com um ônibus brasileiro! Tá, não vamos exagerar, mas ainda assim: tem mais espaço entre os bancos, mesinha atrás do banco, estilo "mesinha de avião", tomada e wi-fi (em teoria, já que pra gente não funcionou), e uma tela que mostra o trajeto e a a viagem filmada da frente do ônibus.

Resumindo: viajar de ônibus por aqui compensa sim, é muito mais barato e bem confortável, apesar de levar mais tempo.

6 comentários:

  1. Oi Ana. Sabe que eu gosto de viajar de ônibus? Ok, mas não ônibus caído rs Acho que eu ia adorar fazer uma viagem assim. Inglaterra certamente está em um dos destinos que quero visitar. Ahh, é capaz de você não ter passado por controle nenhum na Bélgica porque eles fazem parte da área Schengen (assim como França), daí se vc tem permissão para entrar em um dos países que fazem parte do schengen você pode circular livremente por todos os outros. Mas Inglaterra e Irlanda, por exemplo, apesar de estarem na Europa não fazem parte da área schengen. Pelo menos é a minha teoria pra falta de controle belga rs. Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vanessa! Sabe, eu também gosto de viajar de ônibus, hahaha. E recomendo essa viagem, vale super a pena e não parece tão longa. Mas estava com medo pelo Edu, que não está nem um pouco habituado a passar quase seis horas viajando! E verdade, eu realmente tinha esquecido que a Inglaterra não faz parte do Schengen... quase esqueci o meu passaporte, imagina só o desastre! Beijos

      Excluir
  2. Ana...nós aqui já fizemos isso, só que saindo daqui da Holanda...busão convencional e levou uma noite inteira hahaha foi hilário e sim, passamos por tudo isso...revista na França e chegando lá na Inglaterra também...um monte de perguntas. Na época nem era casada ainda e nem tinha me naturalizado...estava com marido e acho que foi minha primeira viagem depois que cheguei na Holanda. Quero muito voltar, pois assim como vc, eu precisa ir pra algum lugar que me lembrasse SP! hahaha Londres é tudo de bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Eliana! Caramba, ir pra Inglaterra da Holanda, isso sim, parece uma aventura e tanto! Pois Londres cativa, não é? Saí de lá toda encantada. Só nunca imaginaria que Londres lembraria São Paulo, hahaha... seria por ser maior que as cidades da Holanda? Um beijo!

      Excluir
  3. Que interessante esse post, adorei!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...